11 de abr de 2011

A PEDAGOGIA DO AMOR

ROBERTO CARLOS RAMOS é uma exceção nas estatísticas brasileiras. Viveu dos 6 aos 13 anos de idade longe da família como interno da Febem. Analfabeto, usou drogas e roubou nas ruas de Belo Horizonte. Teve 132 fugas registradas no seu prontuário e foi considerado "um caso irrecuperável".
Mas ao contrário do que acontece com milhões de crianças e adolescentes em situação semelhante, não caiu na marginalidade. Aos 13 anos foi adotado por uma francesa que se negou a acreditar que uma criança como ele pudesse ser um caso perdido.
Marguerit Duvas provou que estava certa. Com ela, Roberto aprendeu a ler e a escrever, a falar francês e, principalmente, a dar e receber afeto. Aprendeu a ter autoestima e autoconfiança. Na França, descobriu a arte de contar histórias. De volta ao Brasil, se formou em Pedagogia e acabou se tornando o que ele mesmo define como o Embaixador do País das Maravilhas.

Construção dos modelos de célula animal e vegetal

Os objetivos dessa atividade prática:
• Permitir que os alunos se familiarizassem com a anatomia celular, suas estruturas, nomes e conceitos relacionados ao estudo das células;
• Levar os alunos ao desenvolvimento da criatividade e da colaboração ao trabalhar em grupos, utilizando-se de pisos, massinhas de modelar e outros recursos para simular os componentes celulares em seus formatos e texturas;
• Diferenciar cada célula com suas estruturas correspondentes, verificando quais estruturas celulares são específicas de célula animal e de célula vegetal.
Ciências, profª. Nayara, 8ºs anos A e B