14 de jul de 2008

Visita à Bacia Sambaqui Cubatão I

As turmas de sétima série fizeram fizeram um passeio de estudo ao projeto ESCAVAÇÃO DO SAMBAQUI CUBATÃO I, desenvolvido pelo MASJ (Museu Arqueológico de Sambaqui de Joinville). No local conheceram detalhes do projeto que está abordando a paleodemografia, paleopatologia e a bioarqueologia da região.







Francês participa do estudo de sambaquis

Os trabalhos no sambaqui Cubatão 1, em Cubatão Grande, Joinville, contam, até domingo, com o reforço do pesquisador francês Jean Pierre Appel. Ele tem vindo ao País desde o ano passado, por meio de parceria entre o Museu de Sambaqui de Joinville, o Instituto Fiocruz e a Universidade de São Paulo (USP), que conduzem estudos de bioarqueologia e paliodemografia na região.A bioarqueologia estuda o esqueleto humano e suas doenças. A paleodemografia ocupa-se da avaliações precisas do tamanho, da densidade e da estrutura das populações. Os dados são essenciais para interpretar as relações população-ambiente e compreender os processos culturais e biológicos pré-históricos.
Em 13 de julho, termina mais uma etapa de escavação, que durou 30 dias e resultou na identificação de quatro ossadas: três de crianças e uma de adulto. O número de esqueletos encontrados chega a 17.
"Queremos reunir pelo menos cem", diz a diretora do museu, Dione Bandeira.Após coletados e identificados, um grupo de cerca de 20 pesquisadores estudará os ossos. Os trabalhos fazem parte da segunda fase das pesquisas arqueológicas na região. O objetivo é verificar como foi a ocupação e os processos de construção do sítio na bacia do canal do Palmital. A proposta é estudar que tipo de atividade existia nos sambaquis.

2 comentários:

Luiz Fernando Thomazelli disse...

Bom dia Gladis, Ficou òtimo seu trabalho, focou clara e esplicitamente a participação dos nossos alunos no projeto do museu.

tomei a liberdade e passei a endereço do blog ao pessoal do museu que me mandou mais algumas fotos do trabalho realizado no local.
bjos
e boas ferias.

Roberta Rodrigues de Oliveira disse...

Nosso NTE em Inhumas(GO) nasceu no mês de agosto deste ano, portanto, estamos estudando muito para desemvolver um trabalho de qualidade. E na pesquisa de blogs, entramos no blog desta ESCOLA e AMAMOS os projetos que vocês desenvolvem. PARABÉNS!!!!